Buscar
  • Sivlia Ferolla

Fibromialgia e dieta


Fibromialgia e dieta

A Fibromialgia é uma doença caracterizada por dor crônica e generalizada, principalmente em tendões e articulações e não se sabe ao certo a sua causa. É uma doença silenciosa, pois não é detectável em exames laboratoriais e, muitas vezes, é encarada como um transtorno psicológico.


A fibromialgia está mais presente em mulheres jovens ou de meia-idade, cerca de 80% dos casos, mas, pode atingir qualquer pessoa. Seus principais sintomas são:

· dor persistente pelo corpo todo, principalmente pelo crânio, tórax e coluna vertebral;


  • rigidez corporal;

  • sono fragmentado e não-restaurador;

  • fadiga;

  • dificuldades cognitivas;

  • ansiedade e depressão.


O tratamento efeito com remédios visa aliviar as dores, melhorar o sono, diminuir o cansaço e evitar a depressão. Entretanto, não é tão eficaz, pois só ataca os sintomas. Por isso, fibromialgia e dieta são grandes aliadas.


O QUE DEVE CONSTAR NA SUA DIETA PARA FIBROMIALGIA


Alimentos ricos em cálcio e magnésio são importantes, pois esses minerais são fundamentais para melhorar a contração muscular e a transmissão dos impulsos nervosos.


Dê preferência a amêndoas, vegetais verde-escuros, lacticínios magros, atum, feijão, sementes (abóbora, girassol e gergelim), banana, grão-de-bico, lentilhas, quiabo, aveia, arroz integral e tofu.


Para evitar a depressão, invista em alimentos ricos em triptofano, elemento essencial na produção de serotonina, o neurotransmissor da felicidade. Exemplo: peixes, peru, ovo, nozes, castanhas, leguminosas, semente de abóbora, linhaça, aveia, arroz integral e chocolate amargo.


O QUE EVITAR


Como um dos principais sintomas é a insônia, deve-se evitar alimentos e bebidas estimulantes como álcool, café, chá preto e energéticos.


Evite também excesso de alimentos industrializados, processados, de carnes gordas e alimentos ricos em sal e açúcar.


Uma alimentação equilibrada, rica em alimentos antioxidantes e anti-inflamatórios, auxilia no tratamento da doença.


A dieta Low Fodmap - restrita em carboidratos fermentáveis também tem sido outra alternativa de abordagem de pacientes com fibromialgia, pois reduz a dor e melhora a qualidade de vida.


O ideal é que uma pessoa com fibromialgia busque ajuda de um profissional de nutrição para a elaboração de um cardápio personalizado, que irá oferecer os alimentos necessários para ajudar a conviver melhor com a doença.


Sou Silvia Ferolla, especialista em nutrição clínica há mais de 15 anos e PhD pela UFMG.


Saiba mais em www.silviaferolla.com.br e agende sua consulta pelo telefone 31 2573-0090 ou 99199-2929 (Whatsapp).


#silviaferolla #nutricao #nutricionista #fibromialgia

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
WhatsApp.png